sexta-feira, 1 de abril de 2011

Filho de peixe

    ...nem sempre peixinho é.


 Em águas calmas, não tão limpas, vivia aquela pequena família, escondida entre algas e pedras.
O peixe mais velho, o chefe do humilde lar, conservador e o espelho para seus filhos, passeava com seu pequeno peixinho, o mais novo, cheio de vitalidade e curiosidades.
Quando de repente surge a frente  uma corda fina, com uma deliciosa isca presa, tentadora.
Imediatamente o peixinho sai correndo em sua direção, seu pai repreende, grita, diz que não!

O pequeno se emburra, quer saber por que..
O pai paciente e compreendendo a ingenuidade de seu filho, explica.

- Em dias de fome, quando tudo parece difícil, esta isca parece a saída mais fácil, enche seus olhos, mas é pouco, será que vale o esforço? Ela pode te prender e levar para a superfície, onde você não pode sobreviver, a vida lá não é possível a você, a tentação pode levar a morte.

- Mas eu sou mais esperto, mais forte que um fiozinho fraco, posso enganar o pescador, pegar a isca e fugir..

- Jovens! Teimosos, procuram o perigo. Sabes que são mínimas as chances de sair ileso, por que tanta curiosidade, o gosto bom acaba logo, sobra dor, sofrimento..

- Como sabe papai? Já esteve lá alguma vez? Já experimentou?

- Se o tivesse não estaria aqui, mas sei pelo que vi, pelas pessoas que perdi.

- Então não pode ter assim, tanta convicção. Talvez haja vida lá em cima, talvez seja até melhor, não quero envelhecer como o senhor, com medo, nessa mesmice, quero ver o mundo de fora..

- Pare de bobagens meu filho, não seja louco! Me prometa que NUNCA vai mordiscar a isca, que nunca vai lá em cima!Prometa?!

- Ta bom papai.

 No dia seguinte, ele comentava o ocorrido com seus amigos. Quis provar sua coragem, mordeu a tão desejada isca..
 O pescador puxou, jogou-o em seu pequeno barco, pegou sua faca afiada, enquanto isso ele se debatia, morria aos poucos, desesperado, já estava nas mãos ásperas do homem, que o cortava com cuidado, em seus últimos segundos de vida só restou arrependimento e a vontade de nunca ter conhecido o outro lado do mundo.

O pai quando soube da notícia só pode concluir, eu avisei!
Mais um filho curioso que se perde por ali.



  São ambientes e personagens diferentes, mas a história se repete, tanto ali, quanto aqui!






"Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente. A gente muda o mundo na mudança da mente. E quando a mente muda, a gente anda pra frente E quando a gente manda, ninguém manda na gente. Na mudança de atitude não há mal que não se mude, nem doença sem cura.Na mudança de postura a gente fica mais seguro.Na mudança do presente a gente molda o futuro.."


Gabriel o Pensador