quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Alerta de PERIGO!

Hoje à tarde, estava eu em casa , sozinha, nada para fazer , peguei no jornal e fui ler.
Folheei lentamente as páginas e em todas elas as mesmas notícias , as mesmas tragédias e o mesmo vilão.
Um nome apenas em todos os lugares , um nome apenas em todas as famílias , um nome apenas que se espalha pelo mundo , como uma doença contagiosa , que deixa rastros de tristeza , destruição , de um vazio que não se preenche.
Todos o querem chamar de CRACK?!
Mas o crack não faz tantos estragos sozinho..
Por que culpar somente um por tantos danos?
O nome de tudo isso resume-se a drogas!
Mas por que será que ainda ontem nada disso era tão falado?
A sociedade se escondia?
Ou tentava ignorar a verdadeira realidade?
Cada um escondendo seus problemas particulares , varrendo-os para o tapete. Mas lá em baixo a poeira crescia.
Hoje , ao sair às ruas , vejo passeatas , palestras , panfletos , notícias , campanhas , tudo sobre o crack , mas por que tudo isso só agora?
Sempre deixamos para a última hora , até a última gota , quando o problema torna-se um monstro.
Durante tanto tempo estas drogas estiveram ai , e nada se fez , mas agora que já não se pode esconder , algo se tem que fazer!
Isso acontece quando não se dá atenção a coisas tão sérias.
Hoje é um caminhão desgovernado , sem freios , atropelando a todos que passam por sua frente.
Os usuários de drogas , normalmente, procuram um motivo para usa-las , querem justificar-se por jogar suas vidas fora?
Querem explicar o por que de tanto egoísmo e imaturidade?
Dar-nos a prova do quão fracos são?
A vida não é fácil pra ninguém , todos nós temos problemas , todos tropeçam , erram , perdem , faz parte da vida.
A pessoa não pode simplesmente se entregar ao primeiro , segundo, ..., tombo que levar.
Viver é difícil sim , mas não devemos desistir , pois no final você colherá o que no passado plantou.
A droga não exige idade , classe social , cor , time , opção sexual, partido, nacionalidade, religião, ..., ela transforma a todos que por ela se deixarem levar, ela acaba com a vida da pessoa em pouco tempo.
Mesmo com tanta informação , mesmo falando, mostrando , gritando, aumentam cada vez mais os números de usuários de drogas.
Controle?
Não existe controle sobre isso .
O ser humano tem a mania da teimosia, de fazer o proibido, o que não deve.
Mas depois da primeira vez ,uma sensação fascinante , algo que eles querem mais .
Isto tudo não pode acabar , eles precisam , querem , acaba virando uma rotina, uma dependência , um vicio .
Eles agora vivem por aqueles segundos.
Não se lembram do mundo , não se importam mais com a vida.
Um grande e complicado labirinto , que poucos conseguem sair a tempo.
Os familiares tornam-se estranhos , o corpo perde as forças , o sentido , a lucidez .
Quem eles eram , já não são mais , outros roubam seus lugares , a droga tira a pessoa de si.
A agressividade se reflete , pessoas descontroladas , dispostas a tudo pelo seu “momento de paz”. Alguns tentam desesperadamente voltar , mas isto é uma doença difícil de se curar.
O organismo necessita da toxina.
Efeitos colaterais , alguns ficam presos naqueles segundos pra sempre.
A vida é algo tão raro e especial , se pretende joga-la fora , é por que não é digno dela.
Pois uma droga só acaba com uma vida se a pessoa permite que isso aconteça.
É preciso muita força pra sair , mas nada é impossível.

domingo, 20 de dezembro de 2009

Preconceito

Pré conceito , opinião sem conhecimento. Muitos dizem que não, não tem preconceito. Falar é fácil, mas sentimos , muitas vezes sem notar. Preconceito racial, religioso, em relação a opção sexual de cada um, a classe social, ele esta presente em todos os lugares. Quando se está caminhando na rua, principalmente as mulheres, e vê alguém mal vestido, catando lixo.., já apressa o passo e esconde a bolsa. O preconceito em uma sala de aula de um aluno "popular " com um nerd. O preconceito de muitos negros contra os brancos é um dos mais comuns. Pois se alguém ofende um negro é crime, mas muitas coisas que escutamos soam muito mais ofencivas. E a maior prova deste preconceito são as cotas em universidades. Se somos todos iguais e capazes , como dizem, por que as cotas? Estão desta maneira os subestimando. Acham que eles não são capazes? A cor de alguém não deve influenciar em nada no ensino. Pelo menos no meu ponto de vista.. Perseguir pessoas , atormenta-lás , ridiculariza-las , agredi-las só por que são diferentes de você me parece algo estúpido, imaturo , irracional , não se pode nem chamar de 'animal' uma pessoa que faz isso , pois até mesmo animais conseguem conviver com as diferenças. Eu realmente não sei o que essas pessoas tem na cabeça , e não vejo um motivo pra isso , julgar uma pessoa sem conhecê-la , odiá-la por sua diferença , em pleno século 21 , onde é tudo tão 'moderno' , onde dizem-se mais inteligentes e evoluídos , tudo isso ainda acontecer , é tão difícil entender que vivemos em um mundo onde todos temos nossas próprias diferenças , onde a diversidade é infinita , não percebem que isso faz o nosso mundo mais bunito? Que graça teria se todos fossem iguais? Vamos nos conhecer , aprender o que o outro pode nos ensinar .

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

um prolongado suspiro


.. deu um novo ânimo a meu pulmão sem fôlego , devolveu-me as forças que já se esgotavam.
Passei um tempo , não sei o quanto exatamente, atônita , sem reação , sem percepção , no piloto automático.
- “ Por que as coisas são assim? ” – minha mente perguntou.
Um “sei lá’ foi a única resposta encontrada.
A brisa é fraca , mas arrepia.
O céu está azul , mas a chuva já está na esquina.
Hoje não amanheceu , o céu não ganhou cor.
O sol resolveu tirar uma folga.
Foi uma noite de vinte e quatro horas , iluminada por uma velha lanterna enferrujada.
Não me aproximei dos humanos , não suportaria suas lógicas observações e reclamações.
Tantos sábios posudos , fajutos.
Tantos sonetos medíocres.
Tantos insetos irritantes perambulando ao redor de meus ouvidos.
Um latido , seguido de raiva e briga , a lei da comida , animais irracionais se matam pelo alimento , fui segurar meus cães , mas não sei o por que de tanto espanto se os brilhantes humanos se matam até mesmo por moedas.
Por que uma palavra pode gerar tantas expectativas?
Queria que eles ainda conseguissem fazer-me admira-los , mas já não é possível.
Passeio pela rua , poluída , um lixo , ou melhor , passeio pelo lixo de rua , mas criança que nasce em capital já tem lixo nos pulmões , nicotina , o álcool já é sua bebida preferida.
E a primeira palavra dita?
É um “- Eu quero!”
Dentro do útero ela já aprendem que o dinheiro é o que importa , que seus corpos não são nada , que o próximo que se dane .
Quem perde tempo pensando por aqui não presta.
E a história de ninar que lhe contam é :
“ Era uma vez um homem que tentou ir contra o sistema , ele morreu ..”
..e durma bem.
Nenhum beijo , ao menos um abraço.
Porta fechada , luz apagada e não ousem chorar.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

O que há rapaz?

O que aqui te traz?
Vens tirar a minha paz?

Sei bem o que procuras
Bem sei que nada sentes
Aqui o seu presente
é enganar-me solenemente

Minha mente está confusa
Meu oufato se aguça
Ao sentir o teu perfume
Encontro-me confusa

Mas na tua lábia já não caio
Não me perco mais em teus lábios
Seu olhar eu sei que mente
E os teus braços envolventes não preenchem minha cintura

Vá já , saia daqui.
Nem tente me conquistar
Eu bem sei que sou capaz
Mesmo querendo-te um pouco mais
Vou me controlar, aprender a desgostar.






"Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente. A gente muda o mundo na mudança da mente. E quando a mente muda, a gente anda pra frente E quando a gente manda, ninguém manda na gente. Na mudança de atitude não há mal que não se mude, nem doença sem cura.Na mudança de postura a gente fica mais seguro.Na mudança do presente a gente molda o futuro.."


Gabriel o Pensador