terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Experimente..


Vamos experimentar coisas que estão fora do nosso cotidiano, fora das nossas rotinas.
Cada um está preso em seus deveres , em seus prazeres costumeiros, em suas agendas monótonas e diariamente iguais , presos em comodidades , em facilidades, presos ao “dia-a-dia”..
Vamos tentar aos poucos mudar alguns hábitos, conhecer coisas novas, enfrentar nossos medos, pois na minha concepção o melhor dos medos é supera-los, tome então uma dose de coragem com um pouco de gelo , abra seu armário e jogue toda aquela tralha de rotina, aquelas programações velhas e gastas, aquelas reclamações, aquela preguiça, aquele tédio, aquele medo de se aventurar, faça uma bela faxina nos seus dias, não permita que sejam iguais, não permita que mais um ano se passe e você se pegue pensando “parece igual ao outro, nada mudou” , sabe por que eles costumam passar tão rápido?
Por que a rotina faz com que eles passem sem perceber, dias iguais não deixam lembranças, não deixam saudades, não te animam a reconta-los, não faz com que ao lembrar do passado sinta saudades, dias iguais te deixam deprimido, estressado, o fazem geralmente brigar com quem ama.
Há taantas coisas que podes fazer..
Troque o estresse do trânsito por um belo passeio de bicicleta pela cidade.
Troque aquelas férias em danceterias por um acampamento.
Sabe aqueles dias que maldiz a sua vida?
Aqueles dias em que acha que é um nada? Que não tem nada?Que se acha o mais sofrido, que acha que tudo da errado com você , aquele dia que o mal humor toma conta e você passa o dia inteiro reclamando e brigando com as pessoas?
Pois bem , experimente em um dia destes, em que tudo parece errado, em que estão “todos contra você” , ir a um hospital , visitar as crianças doentes , que mal começam a sua vida lutando , perceba que elas sorriem e não condenam o mundo por suas doenças, vá a um orfanato e veja se aquelas crianças que foram abandonadas por seus pais estão se lamentando, vá a um asilo e dê uma boa olhada naqueles senhores e senhoras , que cuidaram de seus filhos e acabaram ali , abandonados por eles.Como consegue reclamar tanto?
Espero que ao olhar um pouco a vida dos outros , possa perceber que tudo que reclamas é muito insignificante comparado ao que tantas pessoas enfrentam de cabeça erguida, com fé e sempre presenteando os outros com sorrisos.
Sabe aquele mendigo na rua , que está sempre te pedindo uma moeda e você nem olha na cara dele , e você fecha seu vidro do carro rapidamente, liga o ar condicionado , o som bem alto e finge não ouvir.., seja um pouco gentil com ele , vai não custa nada, não vai cair uma mão.., não precisa dar dinheiro , nem deve, dê um alimento aquele que nada tem , tu tens tanto , que te custa?
Uma bela tarde, um céu bem azul, um dia lindo de um domingo em casa, você ai sentado em sua poltrona, vendo tv.., levante!, saia, tem tanta coisa pra fazer.
Já andou naqueles ônibus de turista? Que sentam todos em cima e saem pela cidade conhecendo os pontos turísticos?
Ah não? aa esqueci , você é daqui né? Mas não importa, você mal conhece a cidade, você não conhece as ruas .., passa por elas todos dias, mas com pressa, não admira, não repara, não degusta a paisagem , faça isso hoje , ao invés de ficar ai , vendo aquele filme que viu umas 100 vezes e se lamentando .
Você já cantou em um karaokê em um bar ?
Não né? Claro com essa pose, você não tem “mais idade pra isso” , não quer fazer papel de ridículo , vamos lá , deixe de ser careta, deixe de se importar com o que os outros pensam , esqueça as pessoas, estamos tentando mudar velhos hábitos, lembre-se.
Você está caminhando na rua, e aparece de repente um vira-lata , com aquela carinha de “me leve com você”, fica te seguindo, você não tem cachorros, não tem tempo , nem paciência, em um dia comum ia enxota-lo , mas hoje vai fazer diferente, faça um cãozinho carente feliz , adote , isso , vamos lá , eu sei que é capaz, o tempo vai se passar e você vai ver que quem mais vai sair ganhando com isso será você, pois ao adota-lo , está ganhando um amigo, um companheiro fiel, que vai te amar pra sempre , não importa o que você faça, como esteja, vai estar sempre ali ao seu lado.
Vamos , diga “Olá “ a dona Humildade, quero que se conheçam e a partir de hoje se dêem muito bem, ela vai te ensinar que as brigas , o orgulho , só fazem mal , que deixar de falar com as pessoas que ama, tornar-se distante, levar mágoas do passado tão a sério , só fazem mal a você e a quem te ama.
Vamos não seja orgulhoso, ligue pra sua mãe, pro seu pai, tio, tia, avós, primos , irmãos, liga pra toda família, não importa se ta de mal , peça desculpas, mesmo que não seja você que tenha brigado, perdoe, ligue pra todos e marque um jantar, reúna a família, passe um dia gostoso com eles, nunca se sabe quando será a ultima oportunidade.
E os amigos?
Aqueles que cresceram com você, aqueles que você brincava, contava segredos, que estavam sempre lado a lado, vocês cresceram né, e junto com vocês a distância, os “caminhos” seguidos foram diferentes, podem até morar por perto mas já não tem tempo e nem tanto assunto como antes..
Ah não , ligue agora pra eles, marque um encontro com todos, reúna aquelas lembranças mágicas da infância, não permita que se percam, nunca deixe que se vá a criança dentro de você.
E você é casado(a)?Noivo(a?)Tem namorada(o)?
E já permitiu seu romance cair na rotina?
Ah não acredito.., não permita que isso aconteça, não deixe aquela sintonia tão bonita, aquele clima de conquista, de descobrimento, de mistério, de amor , não deixe que se vá.
Tire um dia pro casal.
Ver o pôr-do-sol,um jantarzinho, um cineminha, uma viajem , um presente inesperado, uma serenata quem sabe?Lembre-se que um “eu te amo!” sincero , sussurrado no ouvido nunca é demais.
Você tinha sonhos de trabalhar com aquilo que gosta, de fazer a diferença, você queria mudar o mundo, mas ai descobriu que sem dinheiro isso não é possível e teve que encontrar uma outra meta, teve que optar por aquela profissão que não gosta, passa os dias sentado naquela cadeira desconfortável de um escritório, cheio de papeis, na frente de um computador..., isso não te faz feliz, não era com isso que sonhava, não era isso que queria, mas isto te da dinheiro né.., mas não te realiza, não te anima, não te estimula, te deixa estressado.., mas quem disse que é tarde pra largar tudo isto , essa comodidade e ir atrás daquilo que você realmente gosta de fazer? Eu é que não fui, vá lá, faça aquilo que sempre quis fazer, seja feliz fazendo o que ama, seja feliz realizando um sonho.
Passe um dia com seu filho, seja criança com ele e se esforce pra tentar entender os outros , ninguém é como a gente quer que seja, são como são, aceita-los a sua maneira e escuta-los pode ser bem mais interessante que simplesmente ignorar as opiniões alheias.
Se desconecte, desligue celulares, telefones, saia do computador,deixe sua mente solta, sem vozes, sons, números , letras, sem nada, vazia, deixe ela solta pra atrair somente coisas boas.
Que tal ioga?
Não é possível se acalmar por fora, não adianta só fazer uma limpa no guarda roupa, no trabalho, no dia-a-dia, se não fizer uma bela faxina dentro de você, se não organizar esta mente tão embaralhada, tão confusa, se não conseguir entrar em equilíbrio na mente e no corpo.
Experimente diminuir ou até mesmo abolir os “nãos” do seu vocabulário.
Experimente a solidariedade,descubra a natureza , que é bem mais que uma árvore no quintal..
Tome um banho de chuva, descubra uma cachoeira, faça uma trilha, escale uma montanha, dance na calçada,mergulhe no mundo de um livro, peça desculpas, conheça seus vizinhos, distribua gentileza e sorrisos, arrisque-se a conhecer as pessoas , vai se surpreender, presenteie os outros com alegria, cante, dance, use sua imaginação há tantas coisas a fazer.
Se experimentar abandonar a rotina verá que seus anos durarão mais, que terá saudades do seu passado, terá orgulho de reconta-lo e principalmente o seu dia não será “só mais um dia” e sim “mais um dia único e especial” .
Mas eu te peço uma coisa, ou melhor duas..
Primeiro, não se importe com o que os outros pensam, acham, dizem, fazem, eles estão com medo de sair de suas tocas, de mandar longe a rotina, faça a diferença.
Segundo, viva! Bom proveito, vá experimentar a vida (:

sábado, 23 de janeiro de 2010

meu conceito de beleza.

Ôh rapaz, não me venha conversar sobre beleza.É tudo que vês.A vaidade deixou-te cego, o biotipo perfeito para a atualidade não comporta meus padrões.E nunca encontrarão a perfeição , ela não se da ao luxo de existir.Pessoas querem nos ensinar o que devemos achar bonito, o que devemos adimirar , imitar, em quem devemos nos espelhar.Pessoas crêem que a aparência realmente possa importar mais do que temos na cabeça e no coração, mais que atitudes , mais do que sentimentos.Não vou embarcar em uma depressão, não vou sentir-me mal , nem excluída , se não sigo estes padrões , e na realidade é isso que eles fazem.. , fazem com que as pessoas se sintam mal por não serem como eles dizem que ‘tem que ser’, você é diferente?Orgulhe-se de sua diferença , é o que tens de melhor , de único.Oh rapaz , não me importo se queres deixar de gostar de mim , por eu não ser a bonequinha de porcelana , perfeitamente calada , a quem esperava encontrar. Não abro mão da minha opinião , não vou mudar por você , agora vejo que o superficial já te basta .Tu não sabes nada do amor, não digas que o sentiu.O amor , ah , o amor não tem aparência , mascaras, nem medidas exatas, não tem proporção , não sabe se conter, não se vai de repente, não está antenado na moda, não sente-se obrigado a mudar repentinamente , ele ri alto, não se importa com a opinião alheia , ele prefere o papel do bobo feliz, preocupa-se somente com quem ama,ele chora, ele não tem mais noção das coisas, ele é amigo da senhora louca, prefere deixar o estereotipo , a vaidade, a ficção .. pra quem não sabe amar , pra quem tem medo de arriscar, pra quem foge dele.Queres saber meu conceito de beleza?Pois bem , pra mim és belo todo aquele que é puro de coração, aquele que não procura a beleza, aquele que é humilde, que é simples, que sorri, que é otimista, que me conta histórias em um olhar, o belo é o que me faz sentir confortável a sua presença, que brinca, que acredita, que sonha, aquele que ainda não perdeu a essência , que se importa com os outros e não só consigo , aquele que me faz bem , aquele que ama sem receios , sem segredos , sem interesse, sem segundas intenções , aquele que simplesmente ama, a quem isto basta pra ser feliz.Posso dizer-te então , a beleza pra mim vai muuuito além de um manequim, muito além do físico , do externo , a beleza começa no interior , ela vem da alma , do sentimento , do coração.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Gravidade


A gravidade nos leva ao chão.
Eu cai , mas continue andando.
Não me ajude, deixe minhas pernas levarem este tombo, deixe reerguerem-se sozinhas.
Deixe que minhas mãos vão ajudar,
apoiando-as no asfalto queimado,
ferindo-se nos pedaços de vidro
de uma garrafa de cerveja quebrada em uma briga.

Não sei voar , não nasci com asas.
Mas pulei daquele abismo , em direção ao mar.
Voei por uns segundos , planei , foi meu triunfo.
Até que a gravidade tratou de me lembrar ,
eu não sei voar.
Quando percebi já estava emersa em uma água salgada
cristalina , boiando solta , desligada.
Nadei de costas , deixei-me levar , pela correnteza
calma , profunda.

Quis pular de um arranha céu .
Quis desafiar a senhora gravidade.
Mas logo vi a multidão
Lá debaixo as pessoas apontavam e diziam
"-Mais uma suicida."

Fugir ao "comum" pra eles
é loucura .
Mas como sabem o que é ser 'são'?
O gigante intimida
Desperta o medo por sua altura ,
por sua postura
por seu nariz empinado
por seu olhar raivoso

Mas a dona gravidade
Tem como característica a ironia
O gigante é alto e temido
Mas uma pedra pequena ,
que não é percebida
o faz cair , o leva ao chão.

O faz lembrar
não é melhor que ninguém.
É tão significante
quanto aquela pequena pedra em seu caminho.

Alguns insistem em dizer
que ao chegar a velhice
as pessoas costumam perder a razão
chegar um tanto perto da incógnita louca

Sabem de algo?
Nâo ! não sabem de nada , pensam saber.
Aqueles que a muito viveram
só no fim se dão conta
que a vida é faz de conta.
Uma eterna interrogação.

Eles riem do vento
Eles jogam xadrez
Eles vão a bailes
Namoram
Pulam
Eles agora , que se aproximam da morte
Entendem um pouco sobre a vida

Desafiam a gravidade.
Ela agora parece amiga.

a menina sorria

No retrato sobre a escrivaninha
Aquela pequena menina sorria
Com uma bola colorida em suas mãos

Cabelos loiros
Presos em uma fita
Olhar sereno , ingênuo , não exita .

Aquele dia não é lembrado
Foi apagado da memória
Da menina já crescida

Mas aquele instante
Foi congelado , capturado
Por uma velha máquina
Em uma bela fotografia

Que hoje repousa na escrivaninha
No retrato onde a pequena menina sorria

Eram tempos de alegria
De criança
De amor
De magia

Eram tempos de inocência
De boneca
De menina

Aquele sorriso
Hoje só tem vida em uma velha fotografia
Parou no tempo
Não quis crescer
Ficou junto da menina

Que hoje já crescida
Procura-o sem cessar
Mas só o consegue achar
Naquela velha fotografia

Foi congelado , paralisado
Vem somente desejar-lhe um
Bom dia .

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

O que é o tempo?


Não me julgo lá uma pessoa muito qualificada pra dele falar , muito menos sobre o que ele é , já que não descobri nem mesmo quem sou..Mas será que a gente valoriza , aproveita , o tempo que se tem?
As oportunidades que surgem?
A gente briga , grita , fala coisas sem pensar , deseja o mal de pessoas , mente , trapaça, rouba, engana , fere, provoca o sofrimento, mata , fazemos mal as pessoas e principalmente a nós mesmos..
Achamos que a vida é pra sempre.
Que nada vai acontecer.
Vivemos pra que propósito?
Será que temos um?
As pessoas , hoje em dia vivem ou simplesmente existem?
Estão conformados, estão se destruindo por dentro.
Sempre muito preocupados em garantir um bom futuro, preocupados com o dinheiro , com a fortuna, em alcançar o sucesso..
Suas metas de vida são , primeiramente conseguir ter uma bela condição financeira, só depois pensar em se apaixonar, em construir uma família..
Mas este dia nunca chega , pois o dinheiro nunca é suficiente, estão sempre em busca de mais e mais..
Com isso , os raros tempos de lazer , são passados com desconhecidos, começam a comprar amizades, prazeres, pessoas que psicologicamente tem grandes sequelas.
Eles realmente acreditam que tem todo o tempo do mundo , que podem começar a viver e deixar de existir , quando bem entender.
Mas nada é como a gente quer, as coisas são como são.
Eles morrem cedo e ninguém vai chorar em seus velórios, só brigam pelo dinheiro deixado..
Tem pessoas que não conseguem abrir as mentes, não conseguem livrar-se de sequelas deixadas de um passado, carregam-nas pro resto de suas vidas , se recusam a mudar, se recusam a tentar fazer diferente..
Todos , cedo ou tarde, são presenteados com "presentes" que não querem ganhar, coisas que aparentemente só trazem tristeza, os fazem sofrer, mas estes presentes que a vida traz chegam pra nos fazer pensar, traz uma chance de mudar, de curar as feridas, de reparar o que tem feito da vida.
Quantos espermatozóides corriam com você?
Não faz ideia né?
Pois bem , cada um queria tanto quanto você a oportunidade de viver.
Mas você foi o mais rápido, se não queria vir ao mundo pra realmente viver , por que não deixou os outros?
Se queixar é fácil, se esconder,se entregar.
Tem tanta gente passando trabalho,passando fome,que não tem dinheiro, com doenças terríveis, vivendo na guerra, pessoas dando suas vidas por outras, e você ai , reclamando , veja elas, repare se reclamam..
O tempo é curto , ele se vai assim de repente, pense bem como quer passar o tempo que tem.
Pense ao lado de quem , fazendo o que , sentindo o que queres passar seu tempo, só você pode decidir, só você pode fazer, só você pode controlar e mudar um mundo que só você conhece, o mundo dentro de você.
Seu tempo não é eterno, pelo menos aqui, não vais viver pra sempre.
Não seja espectador da própria vida, comece a participar dela.
Tudo que acontece em sua vida tem um por que, alguma coisa vai abrir seus olhos, pode não ser as minhas palavras, podes esperar um presente da vida te mostrar.
Uma doença , um acidente, uma perda , um nascimento..
Seus erros só levam ao acerto se souberes entender onde errou , se forem humilde o bastante pra compreender que não é perfeito , que precisa das pessoas, que nem sempre faz a coisa certa.
Eis que as vezes perder é muito melhor do que ganhar.
Pois é a perda que te da a sede de vencer , é com a perda que se aprende , que luta e tenta novamente ,até ganhar.
O tempo não tem pena , ele não para, não espera, não exita.
Será preciso algo acontecer para perceber?
As pessoas esperam a tragédia para mudar , para tentar se redimir.
Não basta olhar ao redor e reparar um pouquinho em cada um?
Será que não percebem que estão dando prioridade a banalidades?
A coisas que na realidade não importam.
Estão vendendo suas vidas ao dinheiro, a droga , a pressa , a violência , ao ódio, a irresponsabilidade,..,estão com preguiça de viver?
Seja mais humilde , mais simples , adimita que errou , que precisa das pessoas , mude , reinvente-se , ajude , sinta, permita-se ter emoções, viva o agora.

Um dia pra mim.



Desculpem-me todos , mas hoje serei um tanto egoísta.
Vou tirar uma folga das pessoas, uma folga do mundo e de seus problemas.
Vou andar naquela rua vazia , solitária , minha sombra será companhia.
Pensar um pouco sobre tudo que passei até aqui , tudo que vivi , tudo que senti.
Um caminho vazio , que vai-se desenhando conforme minhas atitudes e reações.
Eu realmente quero ajudar as pessoas e o mundo de alguma forma , mas pra que isso aconteça preciso primeiro me conhecer, olhar pra mim e descobrir quem sou, o que quero e para que estou aqui.
Corrigir meus erros , minha postura em frente as coisas , encontrar aquela essência escondida pela sociedade.
Esquecer das regras e leis , vou criar as minhas próprias.
Livrar-me das barreiras e limites , desprender-me da preguiça.
Hoje eu quero ser minha própria psicóloga , quero ouvir minhas queixas e anseios , meus medos e aflições , vou ouvir minha própria história.
Deixar de me importar com a opinião alheia , deixar preconceitos e julgamentos de lado.
Reaprender a viver , mudar meu tratamento com o próximo, com o mundo e com os animais.
Não quero ser igual , nem diferente de ninguém , pois ao buscar ser aceito ou diferente do todo , acabamos deixando de lado aquilo que realmente somos.
O mundo só vai mudar no dia em que cada pessoa deixar de olhar e cuidar da vida dos outros , quando cada pessoa virar o martelo do julgamento pra si, quando repararem que as nossas atitudes muitas vezes prejudicam a outros seres e ao mundo.
Me desculpe , a intenção não era ser egoísta , nem egocêntrica.
Mas procure conhecer a si mesmo , procure dentro de você aqueles sentimentos verdadeiros , a sua dignidade , a sua compaixão, aqueles sonhos de criança , procure a sua liberdade escondida.
Pois falar da vida dos outros , julgar os outros , condena-los , isso qualquer um faz , disso todos são capazes.., difícil mesmo é conhecer a si , falar de si , difícil mesmo é mudar , é deixar a comodidade de lado , aquilo que já lhe é conhecido , aquilo que você aceitou por que todos aceitam, aquilo que já existe a muito tempo.
Leis , regras , dinheiro, ambição, prisão, ..., quanta coisa o homem inventou, antes mesmo de você nascer, mas são todos humanos , assim como você.
Se você acredita que o mundo não pode ser mudado , realmente ele não será.
Pois a mudança começa dentro de cada um.
Tire então , um dia pra você .

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Pesadelo.

Um copo de água gelado acalmou a sede mas não a matou
Um pingo insolente , pertinente , repousou sobre a mesa
O tic tac persistente de seu relógio não permitiu-me dormir
Uma madrugada assombrada por barulhos estranhos vindos do corredor
Não ousei abrir meus olhos , mesmo que nada tivesse , o medo não iria deixar

Um carro parou em frente a casa , que a não ser pela minha medrosa presença estaria vazia
Contei em minha mente , e exatamente trinta minutos foram o bastante para o carro se retirar.
Vozes apressadas e sussurradas , tentando esconder-se
Algo caiu , era o velho abajur de porcelana de minha avó
Um latido raivoso começou , meus cachorros estavam estranhos .

Abri meus olhos lentamente , percebi que não era um sonho
Fiz movimentos lentos , para minha velha cama não denunciar-me com seus barulhos.
Na ponta dos pés fui até a porta , pela fechadura ainda notava-se a presença de pessoas.
Os restos do abajur quebrado , e um radio no canto da escada.

Ladrões , sem dúvida alguma .
Que ótima idéia prender os cachorros , o que eu tinha na cabeça?
Agora eles não poderiam nem tentar me proteger , ao menos tentavam avisar.

Minha única saída era tentar ligar pra policia.
Peguei meu celular e disquei aquele tal ‘número de emergência ‘.
Respondi as tantas perguntas , e disseram-me que logo chegariam.

Enquanto isso eu escutava a todos os movimentos daqueles impertinentes estranhos.
Ficava ali parada , enquanto pegavam o computador, a tv , até mesmo o microondas foi separado.
Escutei quando ligaram pro tal homem do carro , dizendo que já podia vir.
Observei pela janela enquanto saiam com todas as coisas que foram compradas a tantos prazos e dividas .
Ainda pude ver de longe o carro partindo , e nada da policia.

Isso me deixou completamente frustrada , a impotência , a omissão.
Ver suas coisas sendo levadas por estranhos .
E não poder fazer nada!
Ninguém defende você , outros problemas são maiores.

Mas experimente , cidadão do ‘bem’ , apenas experimente roubar um quilo de arroz de um supermercado ..
Ai verá o quão rápido será banido , o quão rápido irão te massacrar , te censurar , até mesmo te prender.
Você não será protegido , pois não tem dinheiro.
A proteção custa caro , e é um luxo pra poucos.

Foi então que eu acordei , não passara de um sonho.
Já não bastasse acordada , até em meus sonhos corro o risco de ser assaltada.

domingo, 3 de janeiro de 2010

O rádio então calou-se

Recusava-se a cantar
Talvez por que suas doces canções de amor
Trouxessem consigo uma melancolia importuna , desesperada , entediada.

Um céu negro
Poucas estrelas pratas embaralhadas, desordenadas
E as três marias vigiando cada ousado indicador
Uma lua tímida escondida entre nuvens assanhadas
Que dançavam com o vento fresco , fraco , barbado , galante

As ruas solitárias em uma madrugada esperançosa
De um verão egoísta
E um novo ano oportunista

O primeiro de janeiro foi ansiosamente esperado
Mas dormiu ao relento
Passou calado , abandonado
Como o José do semáforo.

Nem os fogos de artifício
Pouparam a impertinência
Do mendigo da esquina
Ele exigia silêncio

De que lhe importa um ano novo
Se o amanhã será igual ?

-Calem-se todos!
Gritou alguém
Os passarinhos estão a cantarolar
Vieram trazendo o dia
E a rotina de quem
Já não tem em que pensar.

Tenho saudades
Não sei de que
Talvez do ontem
Do carinho
Do ânimo
Da risada
Do destino

Quero um pouco de sorte e de vida.
-Dê-me aqui esta maçã colida!
Me fale do amor , da saudade , da esperança.
Me conte aquela velha anedota de criança.

Faça-me rir por um instante.
Faça-me esquecer que o amor esta distante.
Faça-me acreditar que o arco-íris tem um segredo.
E que posso sonhar sem medo.

Vou respirar junto as árvores
Pois na cidade já falta o ar.

Um ano diferente



Um ano diferente de todos os outros.
Um ano em que nada mais emocionou , nada mais importou.
Um ano corrido, quente, maldoso , interesseiro e egoísta.
Um ano em que as tragédias já não são mais novidade e sim rotina.
Um ano em que as pessoas já não choraram , pois já se acostumaram com as perdas , as decepções , com as injustiças.
Um ano em que a esperança foi guardada para o futuro.
Em que a boca seca e o estômago vazio da criança já não se deu ao trabalho de ir pedir esmola no semáforo.
Um ano em que os talheres da cozinha serviram de arma para conseguir comida.
Um ano em que , enquanto uns viajavam e se divertiam , outros enterravam os filhos drogados.
Um ano em que a humildade foi deixada de lado.
Em que a fila do emprego deu a volta na cidade , mas somente um foi contratado.
Em que a música , a escrita , a pintura e a fotografia , não emocionaram o casal apaixonado , que separou-se logo em seu aniversário.
Em que os passarinhos não cantaram , para não incomodarem os humanos estressados.
Em que a depressão virou uma doença da moda , que só os ricos se dão ao luxo de ter.
Um ano em que o diferente ficou igual , tudo agora é banal.
Um ano em que pessoas não são pessoas , são produtos , meros números.
Um ano em que a amizade ficou distante , não sobrou tempo a ela.
Muito menos ao amor , que já não tem significado , que raramente é encontrado.
Um ano em que a natureza começa a sua vingança , por tantos mal tratos , por tanta ingratidão.
Um ano em que o sábio esqueceu a fala , em que o político errou o discurso , em que o padre foi preso por abuso.
Um ano em que o pai amedrontou a filha e a mãe ficou calada.
Em que a guerra não acaba , a criança perdeu a mão na confusão.
O inocente ganhou de presente a bala perdida , pouco importa se foi do ladrão ou da policia.
Um ano em que o trabalhador pagou pelo jatinho particular de um desconhecido.
O ano em que o povo desistiu de lutar e se calou.
Em que as pessoas vivem presas em suas casas e rotinas.
Que tem medo de conhecer a própria cidade.
Um ano em que o coração já não fala mais alto do que a razão.
O ano em que as pessoas tem medo de sonhar , de amar , de ser feliz.
Que os jornais estão cansados de terem sempre as mesmas matérias de morte , de desequilíbrio, de policia e ladrão.
O ano em que ninguém fez nada para melhorar.
Um novo ano acaba de chegar , não foi lá uma bela recepção.
Mas tentem acordar, de preferência já!
Tente viver ao invés de agir como um zumbi.
Faça por merecer este novo ano que já esta aí.






"Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente. A gente muda o mundo na mudança da mente. E quando a mente muda, a gente anda pra frente E quando a gente manda, ninguém manda na gente. Na mudança de atitude não há mal que não se mude, nem doença sem cura.Na mudança de postura a gente fica mais seguro.Na mudança do presente a gente molda o futuro.."


Gabriel o Pensador