quarta-feira, 9 de junho de 2010

Devaneios

Esqueceu o que realmente queria dizer..

Ou não teve a coragem necessária pra tanto.
Passou algumas horas formulando, mas as palavras simplesmente sumiram de repente.
Ela já não entendia nada dos sentimentos, nem de como lidar com eles.
Seu mundo era um tanto imaginário e fantasioso, nem de longe parecido com o mundo real.
Mas alguma coisa, tinha mudado, disso ela tinha certeza.
Talvez estivesse a beira da loucura, talvez estivesse acreditando em coisas que não existem.
Mas não estava nem um pouco preocupada no preço que seria cobrado por suas ilusões.
Sonhava dormindo, mais ainda acordada, tentava adivinhar o que os animais falavam, o que iria acontecer e qual seria o dia em que alguém andaria ao seu lado de mãos dadas.
Mas era tudo suposição e a maioria não se realizava.
Os outros não entendiam como ela ainda não tinha entrado em depressão, não entendiam como seu sorriso ainda estava ali.
No mundo deles era loucura, no mundo dela era otimismo.
Sua alma ganhava uma nova cor a cada dia.
Ela aprendia com as coisas mais tolas.
Ela cantava alto, ria sozinha, vivia em um mundo distante, estava sempre perdida.
Ela sentia sim.. que tudo talvez pudesse ser diferente, sentia que o impossível pode existir, sentia que não deveria desistir de pessoas importantes, sentia-se na obrigação de arriscar.
Então ela fez, apostou tudo que tinha, cruzou os dedos e esperou de olhos fechados..
Quando abriu, seu mundo já não era só seu, agora tinha outros imigrantes, havia companhia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário







"Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente. A gente muda o mundo na mudança da mente. E quando a mente muda, a gente anda pra frente E quando a gente manda, ninguém manda na gente. Na mudança de atitude não há mal que não se mude, nem doença sem cura.Na mudança de postura a gente fica mais seguro.Na mudança do presente a gente molda o futuro.."


Gabriel o Pensador