sábado, 6 de novembro de 2010

as ruas do porto.

Vazias de gente
Cheias de pressa

A pressa estressa
Irrita e traz brigas
Eles dizem abominar
Mas é evidente em suas vidas

Vidas essas
Sem cor
Não tem amor, nem uma trilha

Suas metas monetárias
Nunca são atingidas.
Pois o “querer” é sempre maior que “ter”

Quem está ao seu lado, nunca está perto o bastante
Estão sempre distantes, em um mundo egocêntrico

Te conto um romance.
Me chama de ingênua.
Não sei o quero, por que devo saber?

É tudo produto, mercadoria.
Nem mesmo a vida pode imperar.

Não sei cozinhar, as vezes ouso escrever, não tenho dinheiro, ao menos sei ler.
Não estou a venda, sai da vitrine, se sabes de tudo então ensine.

Ensine ao pobre por que só lhe resta o conformismo.
E ao filho do rico por que existem as diferenças.
Ensine a quem chega a usar um óculos que disfarce seu olhar preconceituoso as pessoas rotuladas.

Me explique por que tantos se contradizem.
E por que juras nunca são levadas a sério.
Por que o homem se acha tão superior e insiste em seu erro de destruir o que não criou.

Esse porto não é tão alegre

As vezes me conforta
Posso chamar a terra de minha
Nasci, cresci e conheci, aqui.

Não pode cortar, a raiz é profunda
Não tomo chimarrão, nem sei cavalgar
Não sou uma prenda, as músicas não me atraem
Mas não são detalhes que definem.
Uma gaúcha leva sempre o sul no coração.

2 comentários:

  1. Show a abertura do Blog com um texto do Gabriel o Pensador...
    Com relação ao post...exímia descrição...
    Parabéns
    Abraços
    Verdelone
    CIA DOS BOTECOS - www.ciadosbotecos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Bela imagem e ótimo texto.
    Parabéns pelo blog e sucesso.
    Seguindo, se puder retribuir, agradeço.

    www.tocadowilliam.com

    ResponderExcluir







"Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente. A gente muda o mundo na mudança da mente. E quando a mente muda, a gente anda pra frente E quando a gente manda, ninguém manda na gente. Na mudança de atitude não há mal que não se mude, nem doença sem cura.Na mudança de postura a gente fica mais seguro.Na mudança do presente a gente molda o futuro.."


Gabriel o Pensador