segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

amor

Os sentimentos, eles tem o prazer de surpreender. Você pensa se conhecer, pensa saber como vai agir, o que vai sentir, o que vai pensar, pensa saber como será o segundo seguinte.., mas se engana profundamente. Uns acham frustrante não saber o que vai se passar dentro deles, não saber controlar-se, não saber decodificar a si mesmo. Então como é que podemos explicar a nós mesmos o amor, se não temos explicações pro que sentimos? Está tudo bem, mas o cheiro dele enfeitiça, você perde o controle de si ao vê-lo em meio a multidão, basta encará-la nos olhos e já tem seu coração, você diz que não , luta constantemente com aquela voz intrometida e ousada que vive ai dentro e grita com você , te dita as ordens, te domina. Como pode gostar justo do canalha, aquele que te engana , aquele que não ama, como pode se apaixonar por quem não quer mais que uma noite de diversão? Falar de amor hoje em dia soa brega, ultrapassado, vem logo a palavra "carência " como companhia. Incrível como as pessoas tem a habilidade de taxar coisas que nem mesmo conhecem, coisas que não sabem explicar. Fogem daquilo que os domina , os intimida, os deixa com medo, . O amor é ridicularizado nos tempos de hoje, será extinto se continuarmos com joguinhos, se continuarmos a ignorar o que sentimos, se continuarmos com o medo de se entregar, medo de se ferir, medo de ser como a decepção passada. Sofrer uma vez por ele já basta?! Não existe uma fórmula secreta para o amor, não existe a pessoa perfeita, contos de fadas só na imaginação. As coisas não são como imaginamos , nem como queremos, não podemos simplismente ignorar o que sentimos, fazer de conta que não é nada e sair todo dia com alguém diferente pra não se "apegar". Me disseram que o amor é perigoso, que tenho que me manter o mais longe dele possível, que ele faz a cabeça das pessoas, que ele só faz sofrer. Mas não, estão errados! não vão me tirar o direito de amar, não vão me fazer ter medo dele. O amor não precisa estar relacionado com ódio e sofrimento. O amor pode ser a alegria, o carinho, o companheirismo, amizade, as confidências. As decepções não são culpa do amor e sim das expectativas que criamos em cima das pessoas. Para amar não se pode exigir nada, esperar nada, cobrar nada, para amar deve-se simplismente amar, a cada segundo , a cada momento, até onde o amor durar.
Pare de ficar "procurando a pessoa certa"!
Não existe a pessoa certa ou errada.
Existem pessoas que passam em nossa vida e nos despertam sentimentos bonitos, pessoas que dividem suas vidas, pessoas com quem trocamos carinhos e atenções, pessoas que nos fazem suspirar, não se deve questionar por que elas estão ali , nem quando elas vão embora, deve-se apenas aproveitar ao máximo cada segundo junto delas.
Umas ficam pra sempre, outras só estão de passagem, aproveite o momento, troque sentimentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário







"Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente. A gente muda o mundo na mudança da mente. E quando a mente muda, a gente anda pra frente E quando a gente manda, ninguém manda na gente. Na mudança de atitude não há mal que não se mude, nem doença sem cura.Na mudança de postura a gente fica mais seguro.Na mudança do presente a gente molda o futuro.."


Gabriel o Pensador