segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Sou errada , sou errante

Quando nasci chorei um instante
Sou errada , sou errante
Quando te vi fiquei ofegante.
Outrora a aurora tirou-me pra dançar
Fui com ela bailar, despedindo-me do anoitecer
As estrelas perdiam o brilho
O sol acordava timido com a minha canção
acompanhada de um velho violão.

As notas flutuavam sob o ar
o perfume das rosas veio se juntar
com o doce cheiro de praia
As pedras encharcadas pelas ondas do mar
passarinhos pousavam lá

Pulei as sete ondas
e pedi pro meu amor me encontrar

Adormeci sobre aquela areia fina
a noite veio me proteger
embalar meus sonhos
fazer-me crescer.
Não voltarei mais pra casa
Achei minha morada
na beira da praia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário







"Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente. A gente muda o mundo na mudança da mente. E quando a mente muda, a gente anda pra frente E quando a gente manda, ninguém manda na gente. Na mudança de atitude não há mal que não se mude, nem doença sem cura.Na mudança de postura a gente fica mais seguro.Na mudança do presente a gente molda o futuro.."


Gabriel o Pensador